Translate

sábado, 5 de novembro de 2016

Escolas criminológicas e o documentário sobre Leonardo Pareja

JAGUARACI BARBOSA
A fama criada pelo psicopata (Leonardo Pareja) nos anos 90, quando o criminoso desafiou a polícia e consequentemente o Estado, tanto pelas suas práticas criminosas, quanto pela fugas cinematográficas e audácia de revelar seus possíveis destinos, em várias entrevistas dadas a emissoras de rádio e TV, despertou no Estado e em autoridades a necessidade de pegá-lo a qualquer custo. 

domingo, 10 de julho de 2016

ESTUDO DE CASO CONCRETO: Interior de Goiás

Nota: Estudo de Caso serve para reflexão e aprendizado. Com correção de atitude em casos futuros por parte de todos. É aprender com a experiência passada.

CASO INTERIOR DE GOIÁS 9/7/2016: 
um PM assassinado com a própria arma e outro ferido ao tentarem prender um homem que não obedeceu a ordem de baixar o som do carro.

CASO GOIÁS: Carta aos magistrados

Senhores juízes e promotores, a sociedade brasileira não aguenta mais, nós policiais não aguentamos mais, a política de desencarceramento implantada em nosso país, os senhores deveriam sair dos seus condomínios fechados, dos seus carros blindados, do mundo onde vivem e virem aqui para o mundo real, um mundo violento, e que todos os dias fazem mais e mais vítimas.

domingo, 3 de julho de 2016

DESABAFO DO FILHO DO SGT GUANABARA, MORTO JUNTO COM MAIS DOIS POLOCOAOS NO CEARÁ

Primeiramente, antes mesmo de dirigir uma homenagem ao meu pai, gostaria de mostrar a minha indignação a tamanha injustiça cometida. Gostaria de contar a verdadeira versão sobre a máscara que o secretário de segurança, Governo estadual, entre outros estão mostrando. 

domingo, 29 de maio de 2016

Policia prende fraudadores de comcurso da PMPE

A Polícia Civil de Pernambuco desarticulou um grupo suspeito de tentar fraudar o concurso da Polícia Militar (PM), que ocorreu na manhã deste domingo (29) em várias cidades de Pernambuco. De acordo com a corporação, a quadrilha tentou burlar o certame com a utilização de pontos eletrônicos para repassar gabaritos a uma pessoa que estava do lado de fora do prédio onde a prova era realizada. O grupo planejava atuar tanto na capital como no interior do estado. Ao todo, 13 pessoas foram presas, incluindo professores, candidatos e o líder do esquema.

quinta-feira, 12 de maio de 2016

ARMA DE HERÓIS - 10/5 - Dia da Cavalaria

Nos tempos primórdios o homem sentiu a necessidade de combater em vantagem perante ao seu inimigo, de forma a aperfeiçoar o seu desempenho. Assim, oriundo da palavra sânscrita “AKVA”, criou-se a arma de CAVALARIA, na qual se combatia inicialmente em cima de animais de grande porte, como o elefante e, posteriormente, sobre o nobre amigo, o cavalo, garantindo a mobilidade e o poder de choque.

quarta-feira, 11 de maio de 2016

CADETES PARTICIPAM DE EVENTO RELIGIOSO EM HOMENAGEM A PADROEIRA DA PMBA


Na manhã do último dia 08 de maio de 2016, os Alunos-a-Oficial da Academia de Polícia Militar da Bahia participaram da procissão em homenagem a Nossa Senhora da Piedade, padroeira da Polícia Militar da Bahia.

O evento teve inicio na Capelania Católica da PMBA, situada na Vila Militar do Bonfim, onde a imagem da padroeira seguiu sobre uma viatura do Corpo de Bombeiros em direção a Igreja de Nossa Senhora da Piedade, situada no Largo da Piedade, Centro da Cidade. Após a realização de uma cerimônia eucarística que contou com a participação do Comandante Geral da Polícia Militar da Bahia, o Excelentíssimo Senhor Cel PM Anselmo Alves Brandão, demais representantes da corporação e sociedade civil, realizou-se um cortejo pelas ruas do centro da cidade, com cantos e orações, em  direção ao Quartel do Comando Geral. Durante o percurso os cadetes desta APM carregaram o andor da padroeira até o seu destino.

A imagem da padroeira permaneceu nas dependências do Quartel de comando Geral da PMBA até a manhã no dia 09 de maio (domingo) quando retornou ao seu local de origem.

A devoção a Nossa Senhora da Piedade remonta a época da Guerra do Paraguai, em meados de 1865, quando a Polícia Militar da Bahia foi designada a participar do conflito. À época, o quartel estava situado no Largo da Mouraria, onde hoje é o Colégio Central da Bahia. Os convocados, após a ordem de embarque marcharam até a Igreja dos Capuchinhos, também conhecida como Igreja de Nossa Senhora da Piedade, para pedir proteção e ajuda à santa durante o conflito.

Após cinco anos de confronto, quando a guerra teve fim, a PMBA, a época denominada 41º Corpo de Voluntários da Pátria, instituiu Nossa Senhora da Piedade sua padroeira, reforçando sua devoção sempre no segundo domingo do mês de Maio, data na qual os combatentes retornaram da guerra. Naquele momento foi celebrada uma cerimônia religiosa, também seguida de procissão, com o mesmo roteiro e itinerário, simbolizando hoje o culto e respeito que a corporação possui à sua história.



Texto: Al Of PM André Rocha – N.º 95, 2º CFO PM “C”

            Fotos:  Subtenente Lilian

terça-feira, 10 de maio de 2016

RONDESP, com apoio do PETO 77ª e PETO 78ªCIPM PRENDEM ESTUPRADOR

"Bandido alega que a família tem dinheiro por isso mais uma vez ele não vai cumprir pena pelo crime. "

Em menos de 20 horas, militares de Vitória da Conquista prenderam bandido que estuprou adolescente no bairro Candeias na manhã desta segunda-feira.

Com base nas informações da vítima, policiais da RONDESP conseguiram identificar e localizar o autor do estupro.

George Silva Teixeira já tem três passagens por estupro e foi preso em casa, na Avenida Filipinas, bairro Ipanema.

terça-feira, 12 de abril de 2016

CIPE-CACAUEIRA: História e missão




Leonardo Lemos 


post-cipe-cacaueira

Cipe Cacaueira: uma trajetória

Uma das Unidades Operacionais Especializadas da Policia Militar da Bahia que mais tem se destacado no combate e repressão ao crime, aCIPE CACAUEIRA, tem sua sede na cidade de Ilhéus e sua criação é datada de 29 de dezembro de 2005, através da Lei nº. 9.848, ainda com o nome CAERC. Entretanto, para entender como surgiu a CAERC, é necessário voltarmos no tempo.
No dia 18 de abril de 2001, surge a CPAC – Companhia de Policiamento em Área de Caatinga -, a fim de combater facções criminosas que migravam para a Bahia para realizar tráfico de drogas e crimes contra instituições financeiras, sobretudo na região norte do Estado, entre as cidades de Abaré, Chorrochó, Macururé e Rodelas. O então Comandante Geral, Coronel PM Jorge Luiz de Souza Santos, anunciou o projeto de criação da CPAC, que seria sediada no Distrito de Barra do Tarrachil, que faz divisa com a região conhecida como “Polígono da maconha”. O surgimento dessa unidade especializada contribuiu sobremaneira para redução dos índices de criminalidade na região e demonstrou ser imprescindível ter uma tropa de ações especiais bem treinada e equipada para manutenção da ordem pública. A partir daí, algumas outras UOE (Unidade Operacional Especializada) foram criadas em todo Estado da Bahia.
post sobre a cipe cacaueira
Neste contexto de criação de Companhias de Policiamento Especializado, surge o Comando de Policiamento Especializado (CPE) criado em 09 de julho de 2003, através da lei estadual nº. 8.636, tendo sua estrutura organizacional e orgânica modificada por meio da lei nº 9.848/05, atuando como órgão estratégico, coordenador e direcionador das ações PM realizadas pelas Unidades Operacionais Especializadas, pertencentes ao seu orgânico, de maneira harmônica e objetiva, com vistas a apoiar as demais Unidades da PMBA em todo o território baiano. Atualmente, o CPE é comandado pelo Coronel PM Lázaro e está sediado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), na cidade de Salvador.

Cipe Cacaueira: missão

Como citado anteriormente, em 2005 surge a Companhia de Ações Especiais da Região Cacaueira (CAERC), com a missão de ser uma tropa de reação aos diversos tipos de crime, sobretudo para situações de alto risco, que necessite intervenção policial altamente técnica e disponha do emprego de armamento e equipamento avançados e, principalmente, policiais de perfil diferenciado, comprometidos com a missão de servir à população baiana mesmo com o risco da própria vida, munidos de exímio condicionamento físico e psicológico. Em 06 de janeiro de 2009, foi promulgada a lei nº 11.356 que padronizou as nomenclaturas das UOE e então a “CAERC” passou a CIPE Cacaueira (Companhia Independente de Policiamento Especializado – Cacaueira). Atualmente a CIPE Cacaueira está sob o comando do Major PM Sandro Crispim Ferreira Lopes, tendo como Sub Comandante o Capitão PM Nardo Casteano Bonfim Alves.
A unidade sediada em Ilhéus, desde a sua formação, ofereceu, também, reforço ao policiamento de 50 municípios da região e uma população total de estimada em 1.311.279 habitantes, todos em ambiente de Mata Atlântica, com destaque para os municípios de Itabuna, Valença, Ubaitaba, Ituberá, Camamu, Itacaré, Una, Canavieiras e Maraú, que em razão de suas belezas naturais e excelente estrutura de hospedagem, vem a cada ano atraindo mais turistas, sejam eles nacionais ou internacionais.

Resultados

Nesse contexto, a CIPE Cacaueira tem se mostrado uma força tática pronta para atender as exigências da sociedade baiana, sempre baseada na técnica e legalidade, estando preparada para enfrentar os desafios de se combater a criminalidade e restaurar a sensação de segurança das comunidades afetadas. A CIPE Cacaueira vem atingindo suas metas e trabalhando no aprimoramento físico, técnico e tático de sua tropa, para melhor qualificar os serviços prestados, com vistas a manter o seu padrão de excelência no atendimento a sociedade. As instalações veem sofrendo reformas e melhorias, com vistas a melhorar o ambiente corporativo, impactando também na qualificação profissional e a aplicação dos recursos humanos e materiais, de forma racional, eficaz e eficiente, quando empregado em missões de apoio a outras Unidades ou próprias da atividade especializada.
cipe cacaueira em forma
Como resultado dos esforços desenvolvidos, no último ano de 2015 a produtividade da CIPE Cacaueira foi comprovada através de números relevantes. A “CAERC” realizou 207 prisões em flagrante, apreendeu 102 armas de fogo, realizou 27 revistas em unidades prisionais, 52 escoltas de detentos e 4 reintegrações de posse. Também em 2015 a CIPE Cacaueira apreendeu a extraordinária quantidade de 1.861 quilos de substâncias entorpecentes. São quase duas toneladas de drogas apreendidas em um ano. Apenas de pasta base da cocaína foram apreendidos aproximadamente 100 quilos, o que equivale a 600.000 reais em dinheiro.
post da cipe cacaueira
Diante dos pontos expostos, fica evidente a preocupação da CIPE Cacaueira em alcançar a excelência no cumprimento de sua missão, que é servir a sociedade baiana, atentando principalmente para a defesa das comunidades sediadas na Região Cacaueira e da Costa do Dendê. A população confia e acredita na “CAERC”, tem plena consciência do compromisso dos policiais da CIPE Cacaueira, pois sabe que um CAERQUIANO NUNCA SE ENTREGA, JAMAIS SERÁ VENCIDO E EM SUA MENTE, SOMENTE A VITÓRIA. CAERC!
FORÇA E HONRA!

Fotos site: queroserpolícia 

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Grêmios Acadêmicos potencializam a qualificação dos Alunos-a-Oficial

As terças-feiras na Academia de Polícia Militar - APM, começam mais cedo e a todo o vapor, pois, mesmo antes do início das aulas, o corpo de alunos se debruça sobre as atividades que vão desde a pesquisa sobre diversos temas, passando pela prática de artes marciais, até o treinamento de táticas individuais, no qual os alunos vibram pondo em prática técnicas de abordagem, neutralização de ameaças, algemação, condução, entre outras. Conhecimentos dirigidos e compartilhados pelos próprios cadetes nos Grêmios Acadêmicos.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Cadetes são levados a “vivenciarem” a história da PMBA


Jaguaraci Barbosa

Aconteceu! Proporcionando aos cadetes um tour em meio à história da Corporação, o projeto do Capitão PM Raimundo Marins, chefe da Seção de arquivologia da PMBA e professor de história da Academia de Polícia Militar-APM,  “Visitando o Quartel do Comando Geral (QCG)”, virou fato nesta quarta-feira (23), no Largo dos Aflitos.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Militares estaduais conquistam adicional de periculosidade

Neste exato momento (17/03; às 15h) o Tribunal de Justiça do Estado Bahia acaba de reconhecer, à unanimidade, o direito dos policiais e bombeiros militares do Estado da Bahia, associados da ASPRA BAHIA, à percepção do pagamento do ADICIONAL DE PERICULOSIDADE, no percentual de 30% sobre seus vencimentos (soldo e gratificações).

segunda-feira, 14 de março de 2016

PETO da 9CIPM resgata suposto corpo de Rio e reanima vítima

video

Policiais do PETO DA 9 CIPM foram acionados por populares que davam conta de um suposto corpo dentro de um rio.

terça-feira, 8 de março de 2016

Dia da Mulher: APM preservando a história

8 de Março, marco histórico da luta feminina por seu espaço na sociedade, foi celebrado pelas alunas-a-oficial da Academia de Polícia Militar – APM, durante um almoço dialogado, ofertado pelo Diretório Acadêmico Arthur Cortes (DAAC) no rancho da “Casa do Saber”, nesta terça-feira (8/03).

domingo, 14 de fevereiro de 2016

POLICIOFOBIA

A policiofobia é uma construção cultural que pode ser conceituada como a promoção sistemática do ódio, da aversão, do preconceito, do descrédito e da desmoralização dos profissionais de segurança pública do Brasil.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

PF e CIPE-LN aprendem 76 quilos de cocaína em São Gonçalo dos Campos

Operação conjunta entre a Polícia Federal e a CIPE-LN resultou na apreensão de cerca de 76 kg de cocaína, R $ 24.000, dois veículos e na prisão de 7 tragicates. 

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

CARTA ENDEREÇADA A Prof. Dra. Poeta, adj da UFBA...

 Bom dia Dra.  Lívia Natália! 
Primeiramente quero parabenizá-la pelo seu currículo.  Não conheço a sua história de vida,  mas como negro e pobre que sou,  sei das grandes dificuldades que enfrentamos para chegar a vosso  nível de instrução,  conhecimento e destaque,  nessa sociedade  capitalista onde a discriminação tem raízes profundas. 
Fico muito feliz quando vejo um afrodescendente,  como eu,  falar com propriedade em seminários, simpósios,  nos auditórios dos centros de construção de conhecimento,  a exemplo das faculdades ou   em programas de cunho educativo e cultural nas redes de televisao,  por exemplo.   Isso deixa minha alma maravilhada,  principalmente por saber,  do nível de exploração e,  volto a dizer,  DESCRIMINAÇÃO ao qual nosso povo sempre esteve,  e ainda continua, mergulhada. Não quero tratar de história brasileira, pois tenho certeza que é de vosso domínio,  o que se torna desnecessário. 

Arquivo do blog