Translate

sábado, 29 de setembro de 2012

PM apreende caça níqueis em Jequié



Na manhã desta sexta-feira (28), policiais da CIPE/Sudoeste apreenderam 21 máquinas caça níqueis, um computador, 03 monitores AOC de 17 polegadas, nove capturadores de cédulas conhecidas como chupa cabra e a quantia de R$719,60 em duas casas comerciais localizadas na mesma Avenida Otávio Mangabeira, na cidade de Jequié.

Os proprietários dos estabelecimentos, Aldomir Dantas Mascarenhas (62) e Givasio Guimarães Pires (50) foram apresentados na delegacia da cidade juntamente com o material apreendido.

Nota PMBA

Polícia Montada recebe 40 novos cavalos que reforçarão o policiamento ostensivo


Quarenta novos cavalos irão reforçar o policiamento ostensivo do Esquadrão de Polícia Montada. A solenidade de entrega acontecerá nesta segunda-feira (1°), às 17h, no Parque de Exposições Agropecuárias de Salvador, com a presença do comandante geral da PM, coronel Alfredo Castro. 

Os novos cavalos da tropa montada da PM, da raça Puro Sangue Lusitano, tem como principais características a capacidade de assimilar rapidamente os comandos e o porte avantajado, que permite maior visibilidade e prevenção de delitos. 

No mesmo evento serão formados 13 policiais militares no Curso de Tropa Montada, que teve a carga de 200 horas/aula e disciplinas de Equitação, Técnica de Policiamento Montado, Ordem Unida, Hipologia e Controle de Tumultos e Distúrbios Civis à Cavalo.

A Polícia Montada atua em locais de difícil acesso, parques metropolitanos, áreas de proteção ambiental, grandes eventos, entre outros.

Nota PMBA

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Base Comunitária de Segurança em Feira de Santana é inaugurada nesta quinta

A base está localizada no Conjunto George Américo, bairro onde há grande concentração de tráfico de drogas e homicídios.

A décima Base Comunitária de Segurança da Bahia foi inaugurada nesta quinta-feira (27), no município de Feira de Santana, a 110 kms de Salvador. A base está localizada no Conjunto George Américo, bairro onde há grande concentração de tráfico de drogas e homicídios, segundo levantamento da Secretaria de Segurança Pública.

Inicialmente a base é provisória, mas funciona como a definitiva, com um efetivo de 80 policiais, radiopatrulhamento (com quatro viaturas e oito motos), além de videomonitoramento, com dez câmeras.

Essa é a terceira base comunitária de segurança do interior e a décima da Bahia. Sete bases já operam em Salvador – uma no Calabar/Alto das Pombas, três na região do Nordeste de Amaralina, uma na Fazenda Coutos, uma em Rio Sena e uma no Bairro da Paz – e duas no interior, em Lauro de Freitas (Itinga) e Itabuna.

Módulos habitáveis
Para acelerar o processo de implantação das bases, a SSP utiliza módulos habitáveis em locais onde são necessárias grandes intervenções de construção e reforma de prédio, até a conclusão das obras. Feira de Santana é o quarto local a receber o equipamento. Os outros estão em operação no Bairro da Paz, Itabuna e Rio Sena.

Correio da Bahia

BCS/Rio Sena apreende arma de fogo

Na noite desta quarta-feira (26), às 23h30, uma guarnição da Base Comunitária de Segurança (BCS) de Rio Sena apreendeu um revólver calibre 38 durante uma abordagem na Rua Ambrosina Arruda, bairro Rio Sena, e autuou em flagrante Caique Luiz Pinho Silva por porte ilegal de arma de fogo.

No momento da prisão Caique estava acompanhado por outro homem e uma adolescente. Além da arma foram apreendidas cinco munições intactas, um celular e chips.
 
Os envolvidos foram encaminhados à  5ª Delegacia de Polícia para lavratura do flagrante.
 
Jaguaraci Babosa

Operação eleições da PM garante a segurança no pleito 2012



A Polícia Militar daBahia empregará 31.512 policiais e bombeiros militares na Operação Eleições 2012 em todo estado. O objetivo é oferecer mais segurança aos eleitores dos 417 municípios que irão participar do pleito que definirá os futuros prefeitos.
 
O esquema especial de segurança teve início com o policiamento no período da campanha eleitoral, nos comícios, shows e eventos realizados, observando-se a legislação eleitoral.

 As ações da PM terão continuidade com a escolta das urnas eleitorais até os locais de votação e a guarda das mesmas até o início dos trabalhos eleitorais pelos presidentes das Mesas Receptoras.

No dia da votação, 7 de outubro, o policiamento será montado a partir das 7h em uma distância de 100 metros de cada seção eleitoral. Após o encerramento, às 17h, as urnas serão escoltadas até o local de apuração, onde o policiamento permanecerá até a conclusão do pleito.

O Comando da instituição designou, até agora, 124 oficiais para atuar como coordenadores de policiamento nas cidades do interior do estado, a fim de dinamizar as ações de segurança pública. Além disso, um outro grupo de oficiais atuará como interlocutores em um posto avançado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para atender as demandas eleitorais.

A Ouvidoria da PM estará de prontidão durante todo o período eleitoral atendendo ao cidadão por meio do 0800 284 0011 e do site institucional http://www.pm.ba.gov.br/.

Nota PMBA

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Detector portátil de drogas e pólvora


Imagine que uma guarnição policial esteja patrulhando determinada área em busca de um suspeito de ter cometido homicídio com arma de fogo em um local próximo desta área. De repente, encontram alguém com as características narradas por testemunhas, e com todas as características que apontam para sua responsabilidade em relação ao crime, mas o suspeito não está armado. Eis que um dos policiais saca um aparelho que detecta nas mãos do suspeito resíduos de pólvora, que apontam para a realização de um disparo com arma de fogo recentemente, e então tem indícios suficientes para conduzir o suspeito à delegacia, e, se for o caso, juntar como prova no inquérito a detecção da pólvora em suas mãos.


Parece coisa de cinema, mas este tipo de procedimento já é perfeitamente possível, pelo menos para as polícias que adquirirem o XCAT, um aparelho portátil de identificação de substâncias:

Além de pólvora, o equipamento também identifica drogas (crack, LSD, cocaína, heroína etc), facilitando prisões e apreensões durante o cotidiano policial. O XCAT funciona com baterias de lítio, e faz até 300 consultas com a carga total. Para detectar uma substância, basta inserir o cartão de identificação dela e esperar cerca de 30 segundos para que a luz verde ou vermelha se acenda, acusando ou não a presença da substância.

O aparelho custa nos Estados Unidos cerca de 1,5 mil dólares, o equivalente a cerca de 3 mil reais. Além disso, cada cartão de identificação custa em torno de 7 reais, sem limite de quantidade de consultas. Se é possível empregar tablets em viaturas, como algumas polícias no Brasil já anunciam fazer, não é tão absurdo pensar em equipamentos deste tipo…

Danillo Ferreira -Ten/PMBA

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Acusado de 8 homicídios é preso no Engenho Velho de Brotas

Valter Silva Macedo, 24 anos, e Elder Guedes dos Santos, 22 anos, foram presos em ação conjunta por policiais militares da 41ª CIPM e agentes da 7ª Delegacia no início da manhã desta terça-feira (25), por volta das 6h30, na Rua São Romão, Engenho Velho da Federação.
 
Elder é acusado de cometer oito homicídios na região. Com a dupla foi apreendida uma pistola Taurus (calibre 380) com 12 munições e drogas (crack, maconha). Os dois foram apresentados à 7ª Delegacia.
 
 
Nota PMBA

Segunda do Cozido termina com 24 veículos apreendidos pelo Águia



O Esquadrão de Motociclistas Águia desencadeou uma operação de fiscalização de trânsito na Ribeira, onde foram apreendidas 22 motos, dois carros e uma Carteira Nacional de Habilitação, além de 26 autos de infração extraídos, na noite de ontem (24), na tradicional “Segunda do Cozido”.

Na operação, realizada em virtude de denúncias de moradores da localidade, foram utilizadas 14 viaturas, entre elas 12 motos, uma Base Móvel e um caminhão baú, distribuídas em dois pontos fixos de abordagem e patrulhamento na região. Tal estrutura surpreendeu diversos condutores irregulares, que tiveram seus veículos conduzidos ao pátio do Detran.


Jaguaraci Barbosa

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Base Comunitária de Segurança no Rio Sena amplia o Programa Pacto pela Vida


A nona Base Comunitária de Segurança (BCS) da Bahia foi inaugurada no bairro de Rio Sena, no subúrbio ferroviário de Salvador, nesta segunda-feira (24), pelo governador Jaques Wagner. A BCS tem o objetivo de reforçar a segurança e reduzir os índices de homicídios, integrando as ações do programa Pacto pela Vida.


Inicialmente, a base será provisória, instalada em módulos habitáveis, mas totalmente equipada para a função, até a construção da definitiva. Serão 120 policiais militares, operando com quatro automóveis, oito motocicletas e dez câmeras de vídeo monitoramento.

De acordo com o governador Jaques Wagner, "a continuidade da instalação das bases comunitárias está acontecendo por causa dos resultados positivos apresentados pelos outros oito equipamentos que já foram instalados". Ainda segundo o governador, a redução média de homicídios é de 50% nas regiões onde foram instaladas as bases. "A ideia é continuar a crescer o número de bases na capital e no interior porque tem se mostrado uma medida eficiente, boa no controle do tráfico de drogas e na redução dos crimes".

O comandante geral da PMBA, coronel Alfredo Castro, falou a respeito do processo de implantação das bases. “O trabalho de preparação na localidade para a implantação da BCS é dividido nas fases de inteligência, ocupação e intensificação. Tal processo favorece a implantação das instalações de forma mais segura para todos”.

Também presente na solenidade de inauguração, o secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, disse que o subúrbio ferroviário de Salvador é uma das áreas mais densamente povoadas e, por isso, apresenta muitos problemas relacionados a homicídios, principalmente, ao narcotráfico. "Essa é a segunda base do subúrbio para complementação da segurança e a chegada de ações sociais para essa parte da população".


Seis bases de segurança já operam em Salvador - uma no Calabar/Alto das Pombas, três na região do Nordeste de Amaralina, uma na Fazenda Coutos (subúrbio) e uma no Bairro da Paz – uma na Região Metropolitana de Salvador, em Lauro de Freitas (Itinga) e uma no interior do estado, em Itabuna. Ainda nesta semana, na quinta-feira (27) será inaugurada uma BCS em Feira de Santana.

Cristiane Modesto/Site PMBA

Estagiários da ADESG visitam instalações do Esquadrão de Polícia Montada


O Esquadrão de Polícia Montada da PMBA recebeu no sábado (22), na sede da unidade, no Parque de Exposições da Bahia, a visita de uma comissão com oito integrantes da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG) e seus 47 estagiários do Curso de Especialização em Políticas Públicas.

O grupo, sob a liderança do capitão de mar e guerra, Sergio Loncan, foi recepcionado pelo comandante do Esquadrão, major Adriano Chastinet, e no auditório da unidade conheceram um pouco da história, missão e visão da Polícia Montada, além dos preparativos para a sua atuação na Copa do Mundo de 2014.

Após um coffee-break, os visitantes foram comprovar na prática, parte das atividades desenvolvidas pelo Esquadrão. O primeiro lugar a ser apresentado foi a clínica veterinária, onde o soldado Navarro, com o auxilio do soldado Portela, realizaram um procedimento curativo no cavalo Diamante Negro, animal da raça Lusitana, adquirido recentemente por ter características mais adequadas à atividade policial.

“Este animal vai passar por um período de adaptação para não ficar agitado em ambientes com aglomeração de pessoas, assim ele será empregado primeiro em lugares mais tranquilos, a exemplo do Abaeté e orla marítima, só então poderá ser utilizado em estádios de futebol”, exemplificou o major Adriano, ao falar para o grupo.

De acordo com o capitão Loncan o objetivo desta visita foi conhecer a segurança pública da Bahia e mostrar para o cidadão a importância da atuação da Polícia militar. “A estrutura da unidade é uma das melhores do Brasil, contudo o mais importante é o profissionalismo dos policiais”, declarou Sergio Loncan.

Equoterapia, demonstração de salto, ferradura de animais, foram outras atividades presenciadas pelos visitantes.

 Jaguaraci Barbosa

PMBA atualiza efetivo para atuação contra crime eleitoral


Como parte da preparação da Polícia Militar para o pleito de outubro próximo, cerca de 170 policiais do Comando de Policiamento Regional da Capital – CPRC/Central participaram de uma palestra sobre crimes eleitorais, no Auditório da União das Prefeituras da Bahia (UPB), no Centro Administrativo, nesta sexta-feira (21).


O Comandante do CPRC/Central, coronel Jorge Couto, listou algumas das pretensões da unidade ao promover a palestra. “Preparar, orientar, instruir, atualizar, a tropa para atuar no período do pleito eleitoral...”, continuou.

No evento, em que foram apresentados e discutidos crimes eleitorais, a exemplo da conhecida “Boca de Urna”, o palestrante foi o Procurador Geral da República, Cláudio Alberto Gusmão Cunha. Ele não só apresentou as peculiaridades do período eleitoral, como lançou mão de casos para mostrar erros e acertos na atuação policial.

Ao falar sobre a responsabilidade de polícia judiciária nas eleições, o procurador ressaltou que nos municípios onde não tenha unidades da Polícia Federal, os casos de prisão devem ser levados à Polícia Civil para lavratura dos autos. Cunha enalteceu ainda o trabalho da PM e justificou a necessidade da palestra: ”A Polícia Militar é indispensável no processo eleitoral, visto que o pleito envolve uma parcela considerável da população brasileira”, finalizou.

Jaguaraci Barbosa

domingo, 23 de setembro de 2012

O que o PT esperava de um ministro negro no supremo


Luiz Inácio Lula da Silva agora faz saber aos seus que está mexendo os pauzinhos para evitar que os mensaleiros condenados sejam presos. Fiquei cá a pensar com quais instrumentos opera esse mago, e não consegui ver nenhum que não seja uma interferência indevida, ilegal e subterrânea no Supremo. Como não dispõe de instrumentos institucionais para fazer essa pressão, de quais outros disporia? Quando tentou intimidar Gilmar Mendes, com uma chantagem sem lastro, deu-se mal. Teria ele condições de se dar bem com outros? Com quais armas?

Lula não se conforma com o fato de o Brasil ser uma República. Considera-se o quarto Poder — acima dos outros Três, claro! — e vai, assim, metendo os pés pelas mãos.

Fiquei sabendo de algo espantoso. O Apedeuta está bravo até com… Frei Betto! Sim, está em litígio afetivo com esse notável pensador, que, à guisa de imaginar o cruzamento entre o catolicismo e o comunismo, também delirou com uma transa (falo sério!) entre Santa Tereza D’Ávila e Che Guevara, o “Porco Fedorento”. E por que a zanga com Frei Betto? Porque foi o primeiro que lhe falou de um certo Joaquim Barbosa para o Supremo.

Lula não estava em busca de um ministro propriamente, mas de um elemento de propaganda. O fato de Barbosa ser negro se lhe afigurou mais importante do que o de ter credenciais, como tem, para assumir o posto. O Apedeuta esperava “fidelidade” daqueles que foram por ele indicados para o STF. E esperava ainda mais de Barbosa. No íntimo, deve achar que fez uma grande concessão.
>
Ou por outra: o Babalorixá de Banânia não indicou um negro por “zelo de justiça”, como escreveu Padre Vieira, mas por concupiscência politicamente correta. O próprio ministro percebeu isso e afirmou, certa feita, numa entrevista, que esperavam na corte um “negro submisso”. Indaguei, então, a quem estava se referindo; incitei-o a dar o nome desse sujeito indeterminado. Agora já sei.

A própria figura de Barbosa, já apontei aqui, passou por uma drástica mudança naquele submundo da Internet alimentado com dinheiro público. De herói, passou a vilão; de primeiro negro a chegar ao Supremo como evidência da superioridade moral do PT, passou a ser o “negão ingrato”, que cospe na mão de que lhe garantiu tão alta distinção. Sob o pretexto de combater o racismo, esperava-se um… negro submisso!!! Barbosa, convenha-se, está dando uma resposta e tanto à má consciência.

Já discordei muitas vezes do ministro — e o arquivo está aí para prová-lo. Mas nunca ataquei a sua altivez. Altivez que deve ter não porque negro (essa qualidade não tem cor), mas porque ministro do Supremo. Lula também está bravo com outros. Não julgava estar indicando ministros, mas vassalos; não escolhia nomes para a mais alta corte do país, mas procuradores de um projeto de poder. Por isso anda por aí dando murro na mesa, inconformado com a “ingratidão”.

Em meio a tantos males, o mensalão fez ao menos um grande bem ao país: despertou-nos para a existência de uma corte suprema. Os deputados são 513. Os senadores são 81. Ministros de estado, especialmente na era petista, os há a perder de vista. Mas só 11 homens e mulheres na República podem sentar naquelas cadeiras.

Agora, a sociedade já os descobriu. E espera que façam justiça. Um deles, dia desses, foi vaiado por um grupo num aeroporto. Não era uma horda de militantes fardados, de camisas-negras ou de camisas-vermelhas. Eram brasileiros que trabalham, que estudam, que repassam ao Estado, também à Justiça, boa parte dos seus rendimentos. E que cobram dos ministros decoro, decência e coerência.

Lula está bravo com Joaquim e com outros “ingratos”? Vale por uma medalha de honra ao mérito.

Por Reinaldo Azevedo
FW: Lando nunes

Os bastidores do comício de Pelegrino com Lula

Nada que fuja à prática dos demais candidatos, mas isso mostra o desespero do ptismo para não perder a prefeitura de Salvador, o quanto a política de Wagner está desprestigiada e que o povo não esqueceu o mensalão. Tão pouco os policiais militares e professores, os tratamentos do governo PT.

video


Material encaminhado por Lando Nunes

sábado, 22 de setembro de 2012

Polícias Militar e Civil apreendem armas e coletes balísticos


Uma operação conjunta da Polícia Militar, por meio da Companhia de Operações Especiais (COE) e da Operação Gêmeos, e da Polícia Civil resultou na apreensão de drogas, armas, munições de diversos calibres na manhã de ontem (20), na Fazenda Grande do Retiro.

Foram apreendidos uma pistola calibre .40 com dez munições, munições de 9 tipos de calibre, 5 coletes balísticos, carregadores para calibre 9 mm, 8,1 Kg de maconha,  73 pedras de crack, papelotes de cocaína, balanças de precisão, duas camisas da Polícia Federal, cadernos de anotações, rádios transmissores, três bala clavas, placas de veículos, entre outros objetos.


Na ação foi cumprido um mandado de busca e apreensão contra um latrocida que cumpria pena em regime semi-aberto. Segundo informações, o mesmo não se apresentava ao albergue onde cumpria sua pena já fazia alguns meses.

Soldado Silva Oliveira - BPCh (PMBA)

CPE avalia Operação de Combate aos Crimes Contra Instituições Financeiras

“O êxito é sempre precedido de muito trabalho e perseverança”, lema do Comando de Policiamento Especializado (CPE), que se reflete no emprego de 78 guarnições e mais de 450 policiais militares na “Operação de Combate aos Crimes Contra Instituições Financeiras”, avaliada nesta quinta-feira (20), no Auditório do Departamento de Apoio Logístico no CAB.


A avaliação evidenciou o sucesso da Operação, que nos últimos três meses, frustrou diversos assaltos a Banco e arrombamentos de Terminais de Alto Atendimento – TAA, apreendeu armas de grande poder de fogo, a exemplo de fuzis e carabinas e tirou de circulação 21 integrantes de quadrilha.

O objetivo do CPE com o auxilio dos parceiros, entre eles, instituições financeiras e a Polícia Federal, é o estudo de casos e do modo de agir das quadrilhas. Com base nos resultados o CPE pretende otimizar o bom tempo de resposta às ocorrências e reduzir ainda mais os índices de criminalidade na RMS e demais municípios do Estado.


Além dos oficiais que compõem o orgânico do CPE, participaram da avaliação delegados da Polícia Federal. “Nos só temos a agradecer os resultados obtidos pela Polícia Militar. Eles estão sendo notados”, afirmou o Coordenador do Grupo de Ações Institucionais da SSP, Delegado Federal André Barreto.


Finalizando o encontro, foi enfatizada a necessidade de cada vez mais aprimorar o estudo sobre crimes, as possíveis rotas de fuga e potencializar a atuação das Companhias Independentes de Policiamento Especializado (CIPE), principalmente nos dias e horários apontados pela estatística como os mais críticos. O Comandante do CPE, Coronel Fontes, agradeceu aos parceiros e deixou claro que a PM está aberta às sugestões que favoreçam o êxito da Operação e que traga mais tranquilidade à população.


Jaguaraci Barbosa

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Sete traficantes são presos em operação no bairro da Liberdade


Sete traficantes de uma quadrilha que atuava nos bairros da Liberdade (especificamente na avenida Peixe), Pero Vaz, Iapi, Federação, Matatu, Fazenda Grande do Retiro e São Caetano, foram presos em operação realizada na madrugada desta quinta-feira (20).


A quadrilha especializada em tráfico de drogas, roubos a bancos e homicídios era liderada por Tiago Ferreira Silva, conhecido como Shrek ou Tiago Delegado. O traficante foi morto em confronto com a polícia em agosto deste ano, no município baiano de Cândido Sales, quando a operação foi iniciada. Na ocasião, outros três traficantes foram mortos ao resistirem à prisão e três foram presos.


Na operação iniciada na madrugada desta quinta-feira (20), foram presos Rogério do Nascimento Pereira, 29 anos, o Bronca; Ednei Luís da Silva Santos, 20; Carlos Eduardo Santos Silva, 26; Ítalo Oliveira Pereira, 35, o Capenga; David dos Santos Ribeiro, 20; Jádson de Jesus Pereira, 31, o Bau; e Evandro Soares do Santos. Um adolescente suspeito de participar do grupo também foi apreendido e encaminhado para a Delegacia do Adolescente Infrator (Dai).

O balanço final da “Operação Liberdade” foi apresentado no auditório da Secretaria da Segurança Pública (SSP) pelo secretário Maurício Barbosa, o delegado-geral, Hélio Jorge Paixão, e o subcomandante-geral da PM, coronel Calos Eleutério.

Correio da Bahia

Adolescentes temtam assaltar PM com armas de brinquedo em Feira de Santana


“Percebi pelo retrovisor da moto que iria ser assaltado por eles, notei também que aparentavam estar armados, esperei o momento da aproximação saquei minha  arma e por muito pouco não alvejei os dois. Atitudes impensadas como esta destes jovens poderia ter provocado a morte de ambos e destruir minha vida, uma vez que se tivesse atirado neles, com certeza agora estaria preso e afastado das minhas atividades profissionais”, desabafou o militar ao Acorda Cidade. Os dois adolescentes foram conduzidos para central de flagrantes.  

Relatou o Soldado Moreira, lotado no Pelotão Especial da 67ª Companhia Independente da Polícia Militar/Feira de Santana, eu estava parado sobre a moto próximo da minha casa mora, quando os jovens, de 14 e 15 anos, o abordaram, na noite desta quarta-feira (19)

Após o anúncio de assalto, o policial sacou a arma e rendeu a dupla, que estava com duas armas de brinque similares a pistolas. Os adolescentes foram apreendidos e apresentados na delegacia para registro da ocorrência.


 Site Acorda Cidade
Com edição


Feira de Santana: Polícia ocupa bairro George Américo para instalar Base Comunitária de Segurança

Cerca de 120 policiais militares deram início nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (18) a ocupação do bairro George Américo, em Feira de Santana, antecedendo a instalação da Base Comunitária de Segurança do município, prevista para ser inaugurada no dia 27 de setembro. A ação integra o programa Pacto Pela Vida, que tem como meta reduzir os índices de violência em todo estado.



Como resultado da operação, foram apreendidas 11 motos por documentação irregular, uma arma de fogo e 25 pedras de crack, além da condução de quatro homens acusados de envolvimento com tráfico de drogas no bairro.

A operação foi dividida em três fases: a da inteligência; iniciada há 90 dias com a identificação de criminosos; a ocupação; que envolve o cumprimento dos mandados judiciais e ação ostensiva; e a de intensificação, com o aumento de policiais militares na região.

Segundo o comandante do Policiamento Regional Leste (CPR-Leste), coronel Adelmário Xavier, esta nova ação compreende um avanço significativo no combate à criminalidade, principalmente por adotar como metodologia a polícia de aproximação com a comunidade.

Nota PMBA

Rio Sena: Operação antecede instalação de Base Comunitária de Segurança

A  operação da Polícia Militar realizada nesta quarta-feira (19) no bairro de Rio Sena, que antecede a instalação da Base Comunitária de Segurança, resultou na abordagem de 900 pessoas, 375 veículos (carros, motos, caminhões e ônibus), 19 pontos de ônibus e 15 estabelecimentos comerciais. Ao todo, foram apreendidos 30 veículos (24 motos e 6 carros), e conduzidos ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran), além da condução de uma pessoa à delegacia com papelote de maconha.

Na localidade foram instalados sete pontos de bloqueio e abordagem e três barreiras de controle de trânsito nas principais ruas de acesso a Rio Sena. A ação, que contou com 140 policiais militares da 18ª CIPM/Periperi, da Rondesp/Baía de Todos os Santos e apoio da Polícia Civil, integra o programa Pacto Pela Vida, que tem como meta reduzir os índices de violência em todo estado.

A operação foi dividida em três fases: a da inteligência; iniciada há 90 dias com a identificação de criminosos; a ocupação; que envolve o cumprimento dos mandados judiciais e ação ostensiva; e a intensificação, aumentando o número do efetivo na região. A inauguração da Base Comunitária de Segurança de Rio Sena está  prevista para o dia 24 de setembro. 

Auana - DCS / Fotos: Soldado Edson Balbino - DCS (PMBA)

Ministério da Justiça: Homicidios ficam impune enquanto acusados de roubo e furto lotam prisões

Os presídios vivem superlotados de detentos que cometeram furtos e roubos, crimes que predominam em 46,7% das unidades prisionais, segundo dados do Ministério da Justiça. Em contrapartida, casos como o do vendedor Pedro Silva, 49 anos, ocorrido em 2001, quando ele voltava do trabalho para casa e  foi morto com três tiros nas costas em uma briga de trânsito, no bairro Água Branca, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Onze anos depois, o assassino não foi preso nem julgado, como muitos outros.

Dentro desse percentual há duas ramificações. O furto (quando não há contato com a vítima) é o campeão em prisões. Dos 34.257 crimes registrados, 8.077 foram de furto, o que representa 23,5% dos casos. No caso do roubo (quando há contato com a vítima ou violência), são 7.940 casos, 23,2% do total.

O tráfico de drogas aparece em terceiro lugar na lista dos crimes que mais levam para a cadeia no Estado, representando 7.295 das ocorrências (21,3%). E, em quarto, vem o homicídio, com 3.706 casos (10,8%). “Não se trata de um crime ser mais praticado do que o outro, mas sim o que leva mais para a cadeia. O que acontece é que a polícia e a Justiça priorizam, tradicionalmente, os crimes contra o patrimônio em detrimento dos contra a vida. Precisamos de um sistema menos seletivo e moroso”, afirmou o sociólogo e especialista em segurança pública Robson Sávio.

Segundo ele, a função dos presídios é deturpada. “Os presídios existem para tirar das ruas quem representa risco para a sociedade, como os homicidas. Mas quem vai preso são os pobres, negros e com pouca escolaridade, que usam droga, roubam e furtam”.

Os dados do Ministério da Justiça mostram, de fato, que a maioria dos presos (23.305) tem o ensino fundamental incompleto. A maior parte (18.452) se declara parda. “Já os grandes bandidos, que movimentam o crime, ficam soltos”, disse Sávio.

Segundo o membro da Comissão de Assuntos Penitenciários da Ordem dos Advogados do Brasil, seção Minas Gerais (OAB-MG), Adilson Rocha, a Justiça é mais flexível para liberar um preso por homicídio do que por roubo ou tráfico. “A Justiça leva em conta o desespero da pessoa na hora de cometer o crime”.

Exemplo. O vendedor Adolfo Caldeira, 53, se sente uma vítima da impunidade. O filho dele, Leonardo Caldeira, 28, foi assassinado em um sequestro-relâmpago no último dia 8, em Contagem. A família, que viu o rapaz sendo rendido, reconheceu o assaltante em um banco dois dias após o crime. Como já havia passado o prazo do flagrante, o suspeito prestou depoimento e foi liberado.

“Havia testemunhas, impressões digitais e outros indícios, mas a polícia não fez nada. O jeito é a gente se apoiar na Justiça de Deus porque a Justiça dos homens não funciona”.

Amigos da Caserna/com adaptações

Deputado Federal propõe classificar como hediondo crimes contra policiais

O Deputado Federal William Dib apresentou, nesta quarta-feira (19), o Projeto de Lei nº 4463/12, que qualifica o crime de homicídio contra agentes públicos e os tipifica como hediondos.

Em sua justificativa, o parlamentar ressaltou que a crescente onda de violência que assola o País, em especial os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, fazem com que o crime organizado se veja encorajado a atacar o poder público. Na primeira linha das vítimas figuram os policiais, os promotores de justiça, os juízes, os agentes penitenciários e outros. Os criminosos buscam disseminar assim suas ações, numa tentativa ousada de provocar o pânico.

Uma prova dessa situação é o número de PMs assassinados no Estado de São Paulo, que neste ano de 2012 é praticamente 40% maior do que a quantidade de casos registrados em todo o ano passado. Foram mortos 48 policiais ao longo de 2011, enquanto nos primeiros nove meses de 2012 foram 67 ocorrências.

Para o Comandante Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Coronel Roberval Ferreira França, o aumento do número de mortes de policiais é causado por uma disposição do crime em resistir a ações dos agentes do Estado.

William Dib ainda lembrou que os criminosos também matam os fiscais do trabalho, fiscais de renda, e chegam às portas do Poder Judiciário, ameaçando juízes e promotores, ou até mesmo consumando o seu intento, como no caso da morte da juíza Patrícia Acioli em agosto do ano passado no Rio de Janeiro.

Para Dib, o parlamento não pode ficar inerte diante deste quadro. Senado e Câmara têm que exercer os seus papéis no sentido de aperfeiçoar as leis penais. “Se o sistema de justiça do Estado está sendo acuado e não tivermos uma legislação rigorosa, o crime avançará sem temor em toda a sociedade”, afirmou.

Amigos da Caserna

“Bandido bom é bandido morto”, diz deputado reagindo a denúncias de violência envolvendo policiais

“Bandido bom é bandido morto”. Assim o líder do PSDB na Assembleia Legislativa de Goiás, Túlio Isac, reagiu às críticas que o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa, Mauro Rubem (PT), fez ontem (18) à tarde à política de segurança pública do governador Marconi Perillo. “Deixa a polícia trabalhar, deputado”, disse Isac durante sessão da Assembleia Legislativa. Da tribuna, ele defendeu o aumento do número de policiais e a criação de uma força de elite. 

“Carregue as armas e meta bala nos vagabundos que atormentam a vida dos trabalhadores”. Minutos antes, também da tribuna, Mauro Rubem tinha classificado o governo do estado de omisso em relação a possíveis desmandos policiais. Ás vésperas da audiência pública em que o Conselho de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana (CDDPH) discutiria denúncias de envolvimento de policiais militares (PMs) goianos em assassinatos e no desaparecimento de pessoas, os discursos dos dois parlamentares evidenciaram duas formas distintas de encarar a atuação da polícia para garantir a segurança da sociedade.

Para Rubem, a falta de um controle mais rígido da atividade policial, de apuração das denúncias e de punição dos responsáveis por desmandos tem vitimado inocentes e contribuído para o aumento da sensação de insegurança em Goiás. No último dia 21, Rubem apresentou ao CDDPH relatório da Comissão Estadual de Direitos Humanos sobre o desaparecimento de 36 pessoas após abordagem de policiais, no período de 2000 a 2010. De acordo com o relatório, que denuncia outros abusos, entre os desaparecidos, há um garoto de 12 anos.

Após receber as denúncias, o CDDPH decidiu fazer uma reunião extraordinária na capital goiana. Embora sem comentar especificamenteos casos apontados no relatório, Isac defendeu os PMs goianos, dizendo que os bandidos não hesitam em reagir à ação policial e que, se a corporação não age com rigor, ninguém visita as famílias das vítimas dos criminosos, que permanecem à solta. “Hoje, o policial não pode sacar a arma. O policial só pode atirar se o bandido atirar primeiro e errar”, disse Isac. Segundo ele, se bandidos houvessem sido “aniquilados”, o radialista e comentarista esportivo Valério Luiz “ainda estaria vivo”. Filho do comentarista esportivo Manoel de Oliveira, Luiz foi morto a tiros em julho deste ano.

O crime ainda está sendo apurado. Na época, o pai do radialista chegou a dizer que perdeu o filho para o futebol. Dias depois, o então comandante de Missões Especiais da Polícia Militar, tenente-coronel Wellington Urzêda, foi afastado do caso após a mulher de Luiz ter questionado o fato de, até pouco antes do crime, o militar fazer parte da diretoria do Atlético Goianiense. A gestão dele tinha sido duramente criticada pelo radialista. 

Na semana passada, Urzêda foi afastado temporariamente do Comando de Missões Especiais da Polícia Militar de Goiás e está sendo investigado por denúncias de envolvimento em um grupo acusado de responsável pelo desaparecimento de várias pessoas nos últimos 11 anos. A audiência pública do CDDPH começou no início da tarde de hoje, na sede do Ministério Público Federal, em Goiânia. É a terceira vez que o conselho, vinculado à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, reúne-se fora de Brasília. As reuniões anteriores foram no Espírito Santo e no Rio de Janeiro.

Amigos da Caserna

terça-feira, 18 de setembro de 2012

CIPE/Sudoeste prende traficantes e apreende droga em vitória da Conquista

Em Vitória da Conquista, no bairro Brasil,  policiais da CIPE/Sudoeste, em ação conjunta com a Polícia Civil, prenderam Mateus Amaral Rocha e Janaina Delmondes Soares, por tráfico de drogas nesta segunda-feira (17).

No local, onde o comércio ilícito de entorpecentes era realizado, foi apreendida uma balança de precisão, invólucros com cocaína, várias embalagens plásticas para droga, R$ 200,00 (duzentos reais) em espécie e uma agenda do tráfico.

Além de Mateus e Janaina, outras duas pessoas encontradas no local foram encaminhadas para o Distrito Integrado de Segurança Pública – DISEP, onde foi registrada a ocorrência.




Águia prende assaltante de coletivo
Nesta segunda-feira (17), por volta das 16 horas, no Comércio, uma guarnição do Esquadrão de motociclistas Águia prendeu em flagrante Ronaldo Ferreira dos Anjos, 18 anos, por assalto a ônibus.

Após ser assaltado no interior do ônibus da empresa Dois de Julho (Lauro de Freitas/Terminal da França), um cidadão acionou policiais do Águia, que prenderam Ronaldo no interior de um transporte coletivo de outra empresa. Com ele foram encontrados dois celulares, uma faca/peixeira, um canivete, um cachimbo e 13 reais em dinheiro.

Ronaldo Anjos foi apresentado no GERRC – Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos - Baixa do Fiscal.

Jaguaraci Barbosa

Competição e solidariedade na XXVII Corrida da Águia

Mais de 500 atletas participaram no domingo (16) da XXVII Corrida da Águia. O evento, que integra o calendário oficial da Federação Baiana de Atletismo, objetiva promover através do esporte a integração entre cidadãos, militares e atletas, bem como ajudar instituições filantrópicas com a doação de alimentos arrecadados durante a “inscrição solidária”. Este ano, mais de uma tonelada de donativos serão entregues ao Núcleo de Apoio ao Combate a Câncer Infantil (NACCI) e ao Orfanato Vovó Flor.

Durante a prova, dividida em percursos de 5 e 11 quilômetros (com largada na Avenida Adhemar de Barros e chegada na sede do Esquadrão Águia, no Alto de Ondina), os atletas competiram em diferentes categorias pelas ruas e avenidas do bairro. Com o tempo estimado entre de 33 e 40 minutos de prova, os corredores Sizinho de Jesus e Graciete Moreira confirmaram o favoritismo e ganharam na categoria geral masculino e feminino. Ambos venceram nas maratonas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Aracaju e representaram o Brasil em competições internacionais.

Em seguida, o tricampeão baiano de atletismo, soldado Raimundo Nonato ganhou mais um troféu para sua coleção e venceu em primeiro lugar na categoria militar. O corredor Taxiro Souza, portador de necessidades especiais, também subiu ao podium para a entrega do troféu e da medalha. Na oportunidade foram premiados os competidores das demais categorias.


Como incentivo à prática do atletismo baiano, diversas autoridades correram na linha de frente do percurso de 5 km da corrida. Sem perder o fôlego, o comandante da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, ressaltou a importância do evento para a Instituição. “O esporte é maravilhoso, pois além de nos promover uma melhor qualidade de vida agrega valores como união, amizade, respeito e que nesse momento congregamos junto com a comunidade”. Estiveram presentes, o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, o delegado geral da Polícia Civil, Hélio Jorge, o comandante do Policiamento Especializado, coronel Antônio Fontes, entre outras autoridades.

Promovida pelo Esquadrão de Motociclistas Águia, a Corrida contou com o apoio do Corpo de Bombeiros/SALVAR na prevenção dos atendimentos de primeiros socorros e da Coordenação de Educação Física e Desportos da PM (CEFD) na distribuição dos kits e nas sessões de massoterapia.

O comandante do Esquadrão, major Ricardo Passos, anunciou novidades para o próximo ano “Buscarei novas parcerias para que a Corrida da Águia que já é tradição, seja equipada com mais tecnologia e acessibilidade aos atletas de todo Estado que queiram participar desse evento”, finalizou.

Soldado Sérgio Cavalcante - DCS/PMBA

Arquivo do blog